Português Italian English Spanish

Fiscalização Aponta que Somente 15% de Unidades de Armazenamento de Remédio em São Paulo possuem AVCB

Fiscalização Aponta que Somente 15% de Unidades de Armazenamento de Remédio em São Paulo possuem AVCB

Fiscalização surpresa realizada por agentes do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) em 222 municípios paulistas constatou várias irregularidades.  O levantamento produzido pelo TCE, em operação iniciada no dia 27 de agosto, para fiscalizar unidades de armazenamentos de remédios apontou que 84.23% dos estabelecimentos vistoriados não possuíam o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) dentro do prazo de validade.
 
Na região foram fiscalizadas as unidades de saúde de Adolfo, Irapuã, Nova Aliança, Potirendaba, Sales e Uchoa. A fiscalização teve como objetivo verificar as condições de fornecimento, controle e distribuição de medicamentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Das seis unidades fiscalizadas na região, a única que recebeu registro negativo no relatório do TCE foi a Unidade Básica de Saúde (UBS) Mario Evaristo Tadei, de Irapuã, por apresentar medicamentos em embalagem terciária.
 
Além das vistorias do Corpo de Bombeiros fora do prazo de validade, o levantamento também mostrou que 53.02% dos medicamentos nas unidades vistoriadas estavam próximos ao prazo de vencimento. Cerca de 13.7% estavam com a validade vencida.
 
A operação constatou ainda divergências, em 56% das unidades fiscalizadas, na contagem dos medicamentos em comparação com os registros em estoques. Também constatou que 84% das UBS não possuem controle adequado sobre os medicamentos distribuídos à população.